segunda-feira, março 18, 2019

Trilho Municipal Moínho do Félix- Cascatas






Aproveitando o sábado -solarengo- fomos até à Lomba de São Pedro, ver o Moínho do Félix e as Cascatas. «Os moinhos de água, na ilha de São Miguel, dominaram a nascente (este) das ribeiras de àgua de Pau e da Ribeira Grande, e os de vento, a poente (oeste) das mesmas linhas de água. O do Féliz é um Moinho de água, de um só casal de mós, movido a rodízio de madeira, moia milho e trigo (mais milho) e servia a população da Lomba de São Pedro e Fenais da Ajuda. Terá funcionado até inicios da década de 50 do séc. XX. Fica situado na margem poente da Ribeira da Salga, do lado do concelho da Ribeira Grande. Junto ao moínho, encontra-se uma pequena arribana, destinada ao abrigo do burro. Foi o seu ultimo proprietário e moleiro, Manuel Tavares Couto, natural e residente de Fenais da Ajuda». O trilho, de percurso circular, é lindo e tem pelo menos quatro cascatas que eu desconhecia. A vegetação é diversa e à medida que nos aproximamos do mar torna-se mais rasteira, sentámo-nos para desenhar no Salto da Gruta e mais tarde junto à Cascata do Homem... senti uma espécie de deslumbramento por uma ilha que continua crescendo. 

                                   Na foto: Pedro Arruda, Alexandra Baptista e José Cabral
Desenho: Pedro Arruda

Desenho: Alexandra Baptista



 Desenho: José Cabral

(Grafite, aguarela, lápis de cor e marcador)                                                                                                              «insitu

domingo, março 10, 2019

Ribeira Quente

 A encosta desta freguesia do Conselho da Povoação é imponente e envolvente. A montanha abraça uma baia na qual se apresenta um pequeno areal. Esta praia, uma das minhas preferidas, é conhecida pelas suas nascentes hidrotermais -submarinas- que tornam a água do mar tépida. Qanto ao desenho, perdi-me na encosta. Há dias em que o acidente não resulta... 




(Grafite, aguarela, lápis de cor e marcador)                                                                                                          «insitu

quinta-feira, março 07, 2019

Cidade à Beira Mar


Viver à beira mar é um privilégio e agora que a primavera nos espreita os dias acabam particuralmente bonitos. Fomos desenhar para a Doca de Ponta Delgada, junto ao Forte de São Brás, onde se alcança a frente martitima da cidade.
(Grafite, aguarela, lápis de cor e marcador)                                                                                                          «insitu

quarta-feira, março 06, 2019

Água Retorta | Corpos deTerra

«Segundo Gaspar Frutuoso, o nome Água Retorta deriva “por respeito da água da fonte que pela rocha cai em voltas”. Esta pitoresca localidade, com cerca de 489 habitantes, fica a 14 km da sede do concelho do Nordeste. Quem a visitar, poderá disfrutar de belíssimas paisagens naturais, um parque florestal de encantar e um rico património edificado, entre os quais a igreja matriz, dedicada à padroeira: Nossa Senhora Penha de França.»
Gosto desta freguesia e julgo que merece mais atenção... voltarei.
(Grafite, aguarela, lápis de cor e marcador)                                                                                                   «insitu

Parque Séc. XXI

Confesso que não acho muita piada ao Carnaval, mas as crianças acham. Esta época foi um bom pretexto para juntar os primos, que parecem irmãos e agem em sincronia. Uma hora depois, de chegarmos ao parque, voltámos a casa para mudar as roupas que estam completamente ensopadas e não foi da chuva nem das trotinetas.
(Grafite, aguarela, lápis de cor e marcador)                                                                                                      «insitu

segunda-feira, março 04, 2019

Salto do Cavalo


Tentei avistar a lagoa das Furnas do Salto do Cavalo, mas a densidade atmosférica bloqueou-me o vislumbre.
(Grafite, carvão branco à base de óleo e marcador)                                          «insitu

sábado, março 02, 2019

Gorreana

A falta de sol torna tudo cinzento, o que vale é que a Gorreana é «fotogénica»... sempre.

(Grafite, carvão branco à base de óleo e marcador)                                                                                                                                    «insitu

quarta-feira, fevereiro 27, 2019

Gorreana

Em dia de chuva sabe sempre bem ir tomar um chá quentinho acompanhado por uns biscoitos cá da terra e... admirá-la, à paisagem.

(Aguarela, lápis de cor, pastel de óleo e caneta caligráfica)                                                                                                                       «insitu»

segunda-feira, fevereiro 25, 2019

Ponta do Cintrão



Do Miradouro de Santa Iria, avista-se a Ponta do Cintrão, estava a chover e não foi fácil captar este lugar.
(Aguarela, lápis de cor, grafite e caneta caligráfica)                                                                                                                                                                   «insitu»

domingo, fevereiro 24, 2019

espera...

Enquanto esperava pelos rapazes resolvi experimentar um marcador novo... o caderno está a chegar ao fim e preferi aproveitar as manchas aleatórias que esta página tinha...

(Tinta da China, lápis de cor e caneta caligráfica)                                                                                                                                                                   «insitu»